Os motivos pelos quais eu não me considero mais feminista

Olá pessoas queridas!

Hoje eu vim ter um papo respeitoso com vocês e espero que vocês compreendam o meu desabafo. Eu sempre levantei a bandeira do feminismo, sempre defendi o movimento e todas as lutas pelas quais mulheres, assim como eu, travam todos os dias. Mas, um fluxo grande dessas mulheres não vem me representando mais o que me deixou bem desanimada e até com raiva do movimento muitas das vezes. 
 O que mais me deixou no auge da insatisfação foram esse fluxo de mulheres que defendem outras mulheres não saberem respeitar a opinião dessas que elas dizem defender e além de não saber respeitar querem obrigá-las a pensar como elas. Oi? Cade o respeito que tanto propagam? Eu falo de coisas banais que vai de série até algo da vida real (dependendo do caso). E fora essas frases feitas de copia e cola, que parece que as pessoas de um modo geral necessitam estar em um grupinho de rede social. Uma vez assistindo a entrevista de uma Youtuber famosa, ela se queixava das mulheres reclamarem e até impor do porquê ela não ser mais ativista do que ela já é. Ai ela respondeu: Porque o canal é meu? Eu falo sobre o que eu quiser? Ai, a pessoa ta de saco cheio (porque realmente enche o saco) responde dessa maneira, ai vão dizer que a garota é grossa e deixarão de segui-la. Só que elas não pensam primeiro: Po, será que eu to respeitando primeiro para ser respeitada? 

O que esse grupo de mulheres não pensam é que são exatamente elas que afastam outras mulheres a serem feministas, porque existe o femismo (que é a mesma coisa que machismo) existe estudo sobre isso, basta procurar.

Eu acho que a internet se tornou um lugar em que grupos de todos os lados se encontraram para aterrorizar mais as pessoas e falta de educação agora eles chamam de livre expressão. Cara, se coloca no lugar da outra pessoa, se você não consegue contra argumentar de forma inteligente e sem imposição ou ofensas, não fala com essa pessoa, não responde, simples. 

Eu não deixei de defender e aconselhar mulheres que precisam de ajuda, eu sou professora e ensino todos os dias os meus alunos a respeitarem as meninas assim como as meninas também deve respeitar os meninos. Mas, esse dogmatismo me deixou esgotada e saturada e não existe diálogo com pessoas dogmáticas.

 


13 comentários:

  1. Nunca me defini como feminista, quando o assunto começou a vir a tona, a causa foi muito distorcida na minha cidade, e as meninas agiam de um jeito totalmente sem noção. Por exemplo, elas publicavam um textão pedindo respeito e tal, e quando citava um homem, só citava como macho. Mas se fossem chamadas de fêmea faziam um auê. Não chame para não ser chamado. Acho que a gente tem que defender a causa sim, lutar por direitos iguais, lutar para poder ser quem a gente é. Mas, não adianta dizer algo e se colocar a frente de uma causa, onde suas atitudes fazem ao contrário do que aquela causa diz..

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Que belo artigo! Eu me identifiquei bastante com cada uma de suas palavras, embora eu nunca tenha me considerado feminista. Eu já conheci o movimento do jeito que está e não posso deixar de dizer que fui uma vítima do movimento de deveria me “atribuir valor”. Respeito aquelas que ainda acreditam e que esperam por mudanças assim como respeito a qualquer ser humano, seja mulher ou seja homem!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Karina.
    Nunca participei de nenhum movimento, mas sou uma feminista porque acho que não deve existir diferenças entre os homens e as mulheres, nem nos direitos, nem dos deveres. Mas é claro que existem pessoas que não sabem o que é feminismo e acha que é como o machismo, que prega a superioridade dos homens, e acaba distorcendo o movimento.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi, Karina.
    Concordo com você. Eu nunca fui justamente por pensar dessa forma.
    Acredito que acaba afastando e não é uma coisa legal.

    Tenha uma ótima semana!
    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não poderia concordar mais com você! Tem certos grupos de mulheres que acabam sendo tão preconceituosas quanto um homem. Aí não rola.

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca me identifiquei como feminista por que acredito que tal movimento seja muito mais político do que social. Mas, claro, eu entendo e concordo com a luta principal do feminismo, respeito e igualdade. Porém, nunca achei necessário estar dentro de um grupo para se dizer ser contra feminicidio, violência doméstica, violência sexual... Enfim, é como muitas pessoas que acreditam em Deus mas não frequentam nenhuma igreja. Entende o que quero dizer? E concordo totalmente com vc, também não tenho paciência para conversar com pessoas dogmáticas, assim como as fanáticas. Acho que se vc já não se identifica mais com o grupo, não tem mesmo o porquê de se colocar no mundo como feminista, porém, você continua com o mais importante, que é a disseminação do respeito, independente do sexo.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥
    PS. Estou seguindo o blog <3

    ResponderExcluir
  7. Eu entendo seu ponto de vista, mas existem várias vertentes dentro do movimento. É uma causa muito grande e que envolve milhões de mulheres com pensamentos diferentes. Não desista da luta porque existem mulher que pensam como você também ♥

    Um beijo,
    Blog da Kitbox

    ResponderExcluir
  8. Eu super te entendo. Nunca fui do movimento, mas prezo pelo respeito acima de tudo, seja um homem para com uma mulher, ou vice-versa, e também prezo pelos direitos iguais. Agora é extramente um SACO quando tais mulheres querem impor coisas para outras mulheres. Já cheguei a ouvir absurdos que eu deveria parar de depilar a perna e etc, e oi? O corpo é meu e eu não me depilo por causa de homem, mas sim por higiêne e gosto. Esse tipo de coisa só acaba piorando mais ainda a luta das mulheres por direitos iguais, deixando isso como piada.

    Abraço e ótima semana
    http://mylife-rapha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Karina, tudo bem?
    Respeito seu posicionamento, mas acredito que qualquer mulher que acredite em igualdade entre os gêneros é sim feminista. O que acontece é que existem muitas subdivisões do movimento, e nenhuma de nós é obrigada a concordar com todas.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. mts pesssoas acham que o feminismo prega a superioridade feminina mas acredito que o intuito do movimento seja a igualdade

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  11. Me identifico super com seu texto. Eu prefiro falar em equidade, justiça do que falar de feminismo. Infelizmente muitas mulheres deste movimento não me representam e eu sinto até uma certa vergonha alheia, que prefiro não me definir como uma. Mas eu como mulher nunca deixarei de lutar pelos nossos direitos e nosso lugar de respeito na sociedade.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  12. Oi, Karina!
    Em qualquer movimento, sempre tem aquela galera extremamente radical e no feminismo não é diferente, infelizmente
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir