Alias Grace - A minissérie baseada em fatos reais

Alias Grace estreou na Netflix no inicio de novembro e deixou uma grande fã suspirando pela sua história e sentindo na língua o gostinho de quero mais (eu). O Romance é de Margaret Atwood que foi reproduzido como minissérie pela Netflix com apenas seis episódios.



SINOPSE

A história se passa no inicio do século XX, nos trazendo a história de vida de Grace Marks, uma menina irlandesa de 16 anos que foi condenada pela justiça canadense por assassinar os patrões tendo como cúmplice o outro jovem empregado, James. Mas, ele foi condenado a forca e ela não. A mulher que usou o patriarcalismo contra a sociedade da época e a favor dela para escapar da pena de morte, conseguiu o perdão da justiça após 30 anos presa e até hoje ninguém sabe a verdadeira participação dela no crime. 
                                                  Anúncio procurando os criminosos Grace e James

O psiquiatra Dr. Simon Jordan, personagem criado por Atwood, analisa Grace Marks em diversas sessões por  vários dias para conhecer a história dela. Há várias suspeitas de que a garota seja louca, pois ela tem episódios de histeria e não consegue se lembrar dos acontecimentos relacionados às mortes de Thomas Kinnear e Nancy Montgomery. Talvez ela seja apenas insana e nem tenha assassinado os patrões. Este é o ponto de partida para a narrativa se desenrolar. Grace também apresenta uma personalidade meiga, recatada, pura, incapaz de cometer qualquer atrocidade e fazendo até o telespectador se questionar: como esse ser tão fofo matou duas pessoas? Pensei em diversos momentos que ela apresentava uma dupla personalidade, mas até o último minuto os criadores e Margaret Atwood não nos deixam ter certeza de nada, já que até na vida real não se sabe se ela realmente foi a cabeça do crime ou foi manipulada contra a vontade pelo outro empregado. 

O que eu achei bacana são as frases chave feministas que a personagem faz o psiquiatra refletir, coisas que ele nunca tinha imaginado ou pensado antes, o deixando totalmente sem resposta. Primeiro por ele ser um homem daquela época, daquela sociedade e segundo por ele ter recursos financeiros, ser de uma família abastada e não entender e nem saber quais as funções de um empregado numa casa de família. (Ele chega a fazer essa pergunta para Grace, fazendo ela debochar dele, por ele não ter noção nenhuma de nada do que acontece fora da bolha dele).
Por Grace ser extremamente inteligente, ele se envolve emocionalmente pela paciente, chegando a criar um amor platônico, crises de estresse, ansiedade e insônia. 
                                                                                        O psiquiatra

A filmografia oscila em duas partes, o presente com Grace presa e passando por todos aqueles maus tratos na prisão, as sessões diárias com o psiquiatra e a segunda parte em ela contando para o médico a sua biografia até chegar ao momento do crime.  A atriz Sarah Gadon que interpreta Grace, me deixou com os olhinhos lacrimejados diversas vezes, ao interpretar com Rebecca Liddiard. As duas são amigas na história, a única amiga de Grace, as duas são empregadas e compartilham uma amizade leal e pura. A personagem Mary Whitney (Rebecca Liddiard) tem uma grande participação no destino e no futuro de Grace Marks. 
                                                                                    Mary e Grace

Outro personagem também que me cativou é o médium e malandro Jeremiah (Zachary Levi) ele é vendedor e amigo das meninas. Com seu jeito malandro de ganhar a vida fazendo trapaças com os outros, vive de um modo cigano, (sem casa certa) e ao ler a sorte na mão de Grace a alerta para um triste destino. Fiquei muito feliz com a amizade deles e da forma como ele acalentava Grace (eu queria que ela tivesse casado com ele). Gostei muito desse ator, não conhecia o trabalho dele. 
                                                                                     Jeremiah e Grace

Conclusão

Eu acho que Grace Marks foi uma mulher muito esperta e a frente de seu tempo. ela conseguiu usar o patriarcalismo, ao posar de menina insana que precisava ser protegida, para fugir da morte. Enquanto seu cúmplice foi morto justamente porque criou uma antipatia do júri e da sociedade da época (ao contrário de Grace que era carismática), por ele apresentar um desespero avassalador ao acusar e xingar o tempo todo Grace de "vagabunda manipuladora", acredito que isso pesou na hora da condenação e pela garota se manter mais fria e sem fazer alarde o tempo inteiro acusando-o também. Uma coisa é certa, não houve tentativa na vida real de avisar a vítima, como mostra na série. Na vida real Grace foi até calculista ao mencionar no tribunal que pediu para ele não manchar o chão de sangue, porque se não, ela teria que limpar tudo. 

Porque assistir Alias Grace?

  • Para quem gosta de romance de época
  • Baseado em história real
  • A história retrata a opressão feminina 
  • A atriz Sarah Gradon interpreta Grace muito bem
  • A fotografia está lindíssima.
  • O figurino, o cenário e a paleta de cores criam um clima nostálgico 
  • A filmografia está impecável 

22 comentários:

  1. Oi Karina! Uau que resenha mega completa! Parabéns! Eu quero ver a série, a proposta é bem intrigante, principalmente a protagonista, o elenco é bom e tb quero conferir o livro!! Adorei o seu texto!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oiii Karina!

    Não resisti e acabei comprando o livro Vulgo Grace semana passada. Quero conhecer a história primeiro pelo livro mesmo, conhecer a escrita da Margaret Atwood, e depois apostar na série que me chama demais a atencao...

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante de conhecer essa história, entrou para minha lista! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Karina.
    Quero muito assistir. Eu adoro séries de época e o melhor é que é bem curtinha e dá para ver rápido, não precisa ficar o mês todo assistindo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia, preciso assistir. Achei interessante demais.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia a série e já gostei do que foi proposto nela.
    Achei bem inteligente mesmo e avançada para a sua época vivida.
    Já vou colocar em minha lista para assistir. Engraçado isso, essa coisa do suspense todo e ainda sair sem a pena de morte.

    Beijos,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  7. quero muito assistir! só vejo críticas muito boas sobre, e nunca é demais mais uma série na grade, né? haha :*

    ResponderExcluir
  8. Com certeza eu quero ver! Menina simplesmente eu ameii <3 Adoro histórias de época com mulheres fortes e ainda melhor é saber que tudo é baseado em fatos reais. A fotografia é perfeita. Passa la no meu cantinho também!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  9. eu AMEI o handmaid's tale que é um livro da msm autora e to precisando super de um tempinho pra conferir essa serie que deve ser demais!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  10. Oi Karina, tudo bem?
    Só vejo comentários maravilhosos sobre a série e estou morrendo de curiosidade, a fotografia está muito bonita, da para ver pelas stills. Amei o post, espero assistir em breve!

    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  11. Eu ainda não li a obra, mas me entreguei a série mesmo assim.
    Gostei tanto da forma que o assunto foi abordado, uma época que verdadeiramente existiu.
    Ainda assim quero ler o livro rs
    Me apaixonei pela série e pela atriz que a interpretou.

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  12. Tenho a série na minha lista de espera, parece ser uma excelente história! =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  13. Parece ser super giro!
    http://damselme.blogspot.pt/ ,Beijinhos
    Jéssica

    ResponderExcluir
  14. Fiquei sabendo dessa série essa semana, estou doida para assistir. Parece ser mesmo MUITO interessante!

    Um beijo :*
    Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir
  15. Vou sem dúvida querer assistir! A história parece muito boa.
    Beijos, www.thefancycats.pt

    ResponderExcluir
  16. Ok. Eu ainda tava pensando se assistia ou não essa série e esse post já me provou que sim, eu tenho que assistir! Obrigada, viu? Assim que der, vou começar!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  17. Olá! Tudo bom?
    Quero muito ver essa série! Quando faz um mix de fatos com histórias, eu fico encantada!
    Beijos
    5 O'clock Tea

    ResponderExcluir
  18. Oi Karina sempre vi comentários positivos sobre a série, mas ainda não assisti. Preciso ver com certeza.
    os relatos de uma jornalista

    ResponderExcluir
  19. Oi Karina, tudo bem?
    Amei a dica!
    Essa série já está na minha lista da Netflix e não vejo a hora de conferir. =)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  20. Amei, já quero assistir :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Karina!

    Estou doida pra ver essa série. Acho que é o primeiro post que leio sobre ela e achei super completo. Parabéns!

    Beijos

    Vivian

    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir