Continuo com o hábito de escrever de madrugada ou em noites de chuva. O cheiro da terra molhada me traz sensações que por estas são sempre inspiradoras e inquietantes. São sempre pensamentos soltos que vão se moldando a partir de alguma imagem que eu vi e guardei comigo, se consolidando ao longo das linhas e concluindo uma ideia. Mas, imagens são sempre imagens, as coisas que eu vejo sempre passam por uma fração de segundos, olho ao redor e tudo muda em um segundo, por quê? O ontem já não existe mais e aprender a viver é uma peculiaridade minha, envolvida por uma grande curiosidade do que irá acontecer nos próximos capítulos. Como se viver fosse um filme, embalado por uma trilha sonora escolhida por mim. Sempre canções! Como uma maneira de eternizar aquele momento, um ato de não esquecer, um ato de não se fazer esquecer. “Espero que isso faça você reparar alguém como eu”. Tenho andado em silêncio com o mundo, sorrisos frouxos vão se torneando nos meus lábios à medida que meus passos se tornaram mais urgentes. Urgentes e velozes por querer viver logo, por querer correr e não mais andar. E isso me fala de tantos detalhes, de tantas vozes internas que me dizem que eu estou pronta e de muitos outros olhares que me ensinam tanto, que se expressam tanto, que sentem tanto! O mundo lá fora é bom, o mundo sozinho é bom, o ser humano que estraga, que desajusta, que apodrece tudo que é verde, puro e verdadeiro. Mesmo assim viver é bom! Não é querido? Com todas as nossas divergências e opiniões diferentes sobre o tudo lá fora, sobre o tudo aqui dentro. Mas, quando estamos sentados juntos na areia, sentindo ali um pequeno milagre com as nossas próprias mãos e enxergando tudo que há de verdadeiramente belo. São nesses pequenos instantes que me dão a certeza de que viver vale a pena! Quando estamos juntos e não mais sós, quando existe somente voz e violão, praia e pôr-do-sol, quando existe nós. Ás vezes viver cansa não é mesmo? Ás vezes viver dói demais... Mas, já estou aprendendo a conviver com isso, aprender a conviver com meu gênio difícil, com a sua ausência, com seus defeitos e nossas brigas. Contudo, o mundo lá fora perde todo o seu sentido e a matemática perde todo o raciocínio quando estamos a sós. Viver é bom, amor!

Vida lá fora

by on junho 30, 2017
Continuo com o hábito de escrever de madrugada ou em noites de chuva. O cheiro da terra molhada me traz sensações que por estas são s...
Olá pessoal

Hoje eu vim contar para vocês sobre a minha viagem para Gramado - RS, no início do ano. Como eu fui no carnaval eu peguei a baixa temporada e os restaurantes e bares não se encontravam tão cheios, não precisei ficar em filas e coisa e tal. Vou contar um pouco para vocês sobre os passeios, dando dicas e a minha opinião sobre esse estado tão lindo e encantador.

Bem vamos lá, os hotéis e as casas para alugar estão bem mais em conta na baixa temporada (carnaval) os preços triplicam em dezembro que é o Festival das Luzes (o forte de Gramado) que tem lá nessa época de Natal. O apartamento em que eu fiquei hospedada (sim, aluguei) era um pouco afastado do centro da cidade e tínhamos que andar bastante para chegar já que os táxis são escassos e não tem uber em cidade pequena. Para quem quer uma viagem mais prática e não gosta de andar, sugiro que se hospede o mais perto do centro possível. Mas, foi legal ficar um pouco afastado porque assim conhecíamos melhor a cidade, sentíamos aquele ar e friozinho gostoso de Gramado. E nessas partes afastadas têm muitos restaurantes e rodízios, toda hora tinham garçons em cada porta nos oferecendo tudo. Acho que eles ficam um pouco desesperados em baixa temporada. Mas, enfim, eu não me lembro bem, acho que foi na nossa primeira noite fomos na Pizzaria dos Piratas, o entretenimento é muito bom, aparece um ator vestido de Capitão Jack para falar com todos os clientes, indo de mesa em mesa, tirando fotos, além de ter uma apresentação de som e luz muito bacana com outros piratas também. Mas, a pizza em si eu não gostei muito, não achei muito diversificada e saborosa, eu estou acostumada a ir sempre em rodízios de pizza então eu não achei muito boa. E pra quem tem filhos ou viaja com crianças a Pizzaria dos Piratas têm um espaço recreativo para deixar os papais a vontade. 

SOBRE OS PASSEIOS

Conseguimos alugar uma van (para quem não quer dirigir) que nos levou nos principais pontos da cidade e cobrou apenas R$ 50 reais por pessoa para rodar com a gente o dia todo. O Lago Negro é bem bonito e é gratuito, as fotos lá ficam sensacionais, o passeio de pedalinho acho que estava R$ 5 reais e quem não quisesse andar de pedalinho que foi o meu caso pode pelo mesmo preço ir de carrinho igual aquele que tem no Projac da Globo. Pra mim a melhor parte da viagem são as fotos que você tira caracterizado de época no Museu Trem a vapor. Eu tirei duas, uma com o tema na estação de trem e a outra como gaúcha. Vale muito a pena as fotos. O passeio que vale a pena também é o do parque do Caracol em Canela que você sobe de bondinho e vê a cachoeira de pertinho, acho que esse passeio foi uns R$ 30 reais e alguns quebrados, não me lembro direito, mas também não foi muito mais caro do que isso não.
O passeio de trem Maria Fumaça, pois é eu não faria de novo. Porque você fecha por pacote e eu não sabia que ia ser assim digamos monótono, porque tem uma van da agência que busca você onde está hospedado e fica o DIA TODO, eu disse o dia todo sacolejando naquela desgraçada van te fazendo enjoar e parando por apenas quinze, a vinte minutos nas lojinhas de queijos e vinhos e fazendo um tour pelas cidades Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa. E também para na fábrica da Tramontina o que é muito legal, você vê aparelhos que não vendem nas lojas, minha comprou um ralador de queijo ralado muito prático. A melhor parte foi o almoço de rodízio italiano muito bom e muito variado que é naqueles restaurantes que foram fazendas antigamente e tem aquele tom rústico e de madeira super bacana e colonial. E por fim, finalmente, o desgraçado passeio de trem, no final da tarde. O que eu não achei nada demais, esperei tanto e não era nada demais. Os vagões são econômicos e o assento é normal sabe, sem muito conforto. Até vale a pena pela vista e vai parando nos pontos das cidades para degustar vinho e suco integral de uva, o que já te deixa enjoado de tanto vinho e suco que você toma haha nunca tomei tanto suco de uva em toda a minha vida. E dentro do trem tem sempre um entretenimento, umas danças italianas e que vão chamando o pessoal para participar. Agora em meados de julho eu vou fazer um outro passeio de trem agora em Curitiba, mas é bem melhor, porque você não fica preso nesse pacote o dia todo e você pode voltar de ônibus bem mais rápido e econômico.Mas, isso é post para outra viagem. Ah! Nesse pacote do trem, a van para na vinícola Miolo para você conhecer o processo do vinho, degustar. É legalzinho hehehe

Então é isso gente, o pacote você pode comprar no site www.compradeingressos.com.br 
Qualquer dúvida vocês podem perguntar nos comentários que eu respondo. As fotos aqui postadas são pessoais, fui eu mesma que tirei.

Xoxo
Ka



A Catedral de Pedra de Canela, foi eleita uma das sete maravilhas do Brasil em 2010. Após a eleição, ela ganhou um sistema de iluminação externa. A noite quando as luzes são acessas, a Catedral de Pedra é iluminada com show de luzes coloridas, uma vista deslumbrante para os moradores e turistas de Canela.



O Lago Negro de Gramado possui uma natureza exuberante, um lago fundo de verde escuro onde é refletido os pinheiros que se misturam com os coloridos das Hortênsias azuis no verão, e as azaleias no inverno.





















                                                                             
Os visitantes já na entrada do parque sentem o ar puro proporcionado pela vegetação fechada que só é repartida pelas trilhas ecológicas. O Parque do Caracol é de fácil visitação, placas indicativas estão por todos os lados dando a oportunidade das pessoas escolherem o melhor trajeto e o local que quer visitar. O ponto de maior curiosidade, a cascata normalmente é a primeira parada. Com uma ótima estrutura com mirante cercado, todos têm plena segurança para apreciar a beleza da queda d’água, fotografar, filmar ou somente observar. A vista da Cascata pode ser apreciada ainda por alguns metros por uma trilha, também cercada para quem quer uma lembrança do local de ângulo diferente.
 Há várias opções de ser fazer esse passeio de Maria Fumaça, e sua duração pode ser de dia inteiro ou meio dia:

1) você pode ir por conta própria, em carro alugado, e retirar o seu ingresso reservado antecipadamente, na bilheteria da estação de trem de Bento Gonçalves, que abre meia hora antes do embarque;
2) você pode contratar um tour regular, com ônibus de turismo - Tour Uva e Vinho, que é comercializado por várias agências de Gramado. Este tour regular é de dia inteiro: sai as 7 horas da manhã e retorna às 19 horas. Além do passeio da Maria Fumaça, o ônibus para em uma vinícola, na loja da Tramontina, em uma loja de queijos e em malharias, com tempo apertado para a visitação de cada local. (Que foi o que eu fiz)
3) você pode contratar um tour privativo, que faça o mesmo Tour Uva e Vinho, com carro particular e guia-motorista, (dia inteiro), mas parando onde você quiser e por quanto tempo quiser. 

Turistando em Gramado

by on junho 24, 2017
Olá pessoal Hoje eu vim contar para vocês sobre a minha viagem para Gramado - RS, no início do ano. Como eu fui no carnaval eu peguei a b...
Quero dedicar esse canto do blog para o livro Natureza Revelada. 
Natureza Revelada é um livro ainda em construção, de autoria de Karina Pinheiro e Jorge Gomes, que conta a história de um casal urbano e bem focado no seu próprio umbigo. Quando decidem fazer uma viagem e se perdem numa mata fechada, se deparando com uma outra realidade. Lá eles vão adquirir a sabedoria da natureza que o dinheiro não ensina. A revelação sobre si mesmo, sobre o mundo a sua volta nos faz refletir como não damos importância por estarmos conectados demais com a tecnologia. Embarque nessa aventura também, você vai se surpreender! Conheça um pouco mais da história no link abaixo da foto.

instagram #naturezarevelada