A vida pulsando outra vez...

/ junho 30, 2018
Olá pessoal, retirando a poeira daqui =)




O verão se foi, veio o outono com sua brisa fresca e o seu céu nublado. As últimas semanas trouxeram um vento gelado, ando enrolada debaixo do edredom aos domingos, que são sempre entediantes. Esses domingos que nos fazem lembrar que a saudade existe e nada mais será como antes. Uma folha que caiu, o café que esfriou, uma curva que mudou o destino e nenhum caminho mais se encontra perto das urgências de antes. E tudo parecia ter tanta pressa.

Foram meses de um choro baixinho embalando a minha cama na calada da noite, foi uma agonia silenciosa, uma espera incessante, mas hoje isso terá seu fim. Porque quando eu fecho os olhos é você quem eu vejo, Beto. Na varanda daqui de casa, no nosso quarto, na sala de estar, em cada azulejo, até a água tem o seu sabor. É você quem sorri, morde o lábio, levanta a sobrancelha quando está irritado, me conta histórias, me tira do sério quando deixa a toalha em cima da cama, me faz perder o fôlego de tanto rir.

Eu juro que não queria estar em lugar nenhum nesse momento que não seja no aconchego dos seus braços, Beto, ouvindo a sua voz macia que me traz a possibilidade de tantos dias ensolarados. É você, Beto, mais ninguém. São nas suas mãos que fazem me sentir desejada e tão absolutamente sua!

Fecho os olhos e sinto seu cabelo roçando a minha pele causando uma temperatura elevada no meu corpo, fazendo com que o mesmo se torne luminoso. Você me rendeu belos textos e eu sempre vou ser grata por isso. Como eu senti saudade de me sentir viva! Como eu senti saudade de mim, de você, de nós! Como eu cresci de mês em mês com a sua ausência, você sentirá orgulho de mim, como cuidei tão bem do nosso cantinho, esperando assim, como eu, ansiosamente pela sua chegada. Fecho os olhos e quase posso sentir a sua boca roçando no meu pescoço e eu ouço a vida pulsando outra vez. Saudade? Agora quase nada.

Ouvindo Million Reasons - Lady Gaga
Olá pessoal, retirando a poeira daqui =)




O verão se foi, veio o outono com sua brisa fresca e o seu céu nublado. As últimas semanas trouxeram um vento gelado, ando enrolada debaixo do edredom aos domingos, que são sempre entediantes. Esses domingos que nos fazem lembrar que a saudade existe e nada mais será como antes. Uma folha que caiu, o café que esfriou, uma curva que mudou o destino e nenhum caminho mais se encontra perto das urgências de antes. E tudo parecia ter tanta pressa.

Foram meses de um choro baixinho embalando a minha cama na calada da noite, foi uma agonia silenciosa, uma espera incessante, mas hoje isso terá seu fim. Porque quando eu fecho os olhos é você quem eu vejo, Beto. Na varanda daqui de casa, no nosso quarto, na sala de estar, em cada azulejo, até a água tem o seu sabor. É você quem sorri, morde o lábio, levanta a sobrancelha quando está irritado, me conta histórias, me tira do sério quando deixa a toalha em cima da cama, me faz perder o fôlego de tanto rir.

Eu juro que não queria estar em lugar nenhum nesse momento que não seja no aconchego dos seus braços, Beto, ouvindo a sua voz macia que me traz a possibilidade de tantos dias ensolarados. É você, Beto, mais ninguém. São nas suas mãos que fazem me sentir desejada e tão absolutamente sua!

Fecho os olhos e sinto seu cabelo roçando a minha pele causando uma temperatura elevada no meu corpo, fazendo com que o mesmo se torne luminoso. Você me rendeu belos textos e eu sempre vou ser grata por isso. Como eu senti saudade de me sentir viva! Como eu senti saudade de mim, de você, de nós! Como eu cresci de mês em mês com a sua ausência, você sentirá orgulho de mim, como cuidei tão bem do nosso cantinho, esperando assim, como eu, ansiosamente pela sua chegada. Fecho os olhos e quase posso sentir a sua boca roçando no meu pescoço e eu ouço a vida pulsando outra vez. Saudade? Agora quase nada.

Ouvindo Million Reasons - Lady Gaga
Continue Reading
Para os órfãos de Pretty little liars, o spin off The perfectionists com Sasha Pieterse e Janel Parrish já estão sendo gravadas e o elenco anda postando fotos das gravações e reuniões no instagram. 

 O que eu mais gostei de saber foi que a queridíssima Kelly Rutherford estará participando, só não sabemos se ela acabará entrando para o elenco fixo, torço para isso. Uma mistura de Gossip Girl com Pretty Little liars num novo spin off enlouqueceram os fãs das duas séries com a confirmação da participação da Kelly, já que ela interpretou a Lily Van der Woodsen, mãe da Serena em GG. 

                                                                         Kelly e Sasha no instagram - bastidores do spin off

Tudo o que sabemos agora é uma breve sinopse: A trama contará a saga de Alison (Sasha Pieterse) e Mona (Janel Parrish), personagens cativas da série original que juntas viverão conflitos com garotas como Ava (Sofia Carson), uma blogueira de moda que deseja ascensão social e Caitlin (Sydney Park), uma garota esperta e dedicada vista como a “filha perfeita” de seus pais.
A série também é uma adaptação para tv do livro da mesma autora de Pll (Sara Shepard). 

“Tudo sobre a cidade de Beacon Heights parece perfeito, desde a faculdade até os seus residentes. Mas nada em Beacon Heights é o que parece ser. O estresse para se tornar perfeito leva a cidade ao seu primeiro assassinato. Por detrás de todo perfeccionista há um segredo, uma mentira e a necessidade de um álibi.” 

Não sabemos ainda muita coisa, mas a trama continuará aquele gênero de sempre da Sara, suspense, assassinatos, perseguição. Estamos esperando um novo vilão que supere a maestria de A. Assim que sair mais novidades e o episódio piloto posto aqui para vocês. 




Quantas pessoas passaram pelo seu caminho! Foram muitas, muitos nomes, todo tipo de rosto e de gente. Poucas são as que você recorda com saudade, com um sorriso afetuoso nos lábios, daquelas que você guarda com carinho retratado em uma foto de momentos inesquecíveis e juras de lealdade eterna. Mas, a vida as levou para longe, seja por desentendimentos ou mesmo pela falta de tempo. Falta de mostrar o que sente, de um horário na agenda, nem que fosse um minuto para perguntar: Oi, como você está? Falta de interesse, falta de paciência, falta de tudo. Para cada pessoa um sentimento diferente, uma afeição, uma intimidade maior que foi construída pouco a pouco em bases que não pareciam ser tão sólidas quanto você achava, para poderem se desmanchar com tanta facilidade. A esses “amigos” você costuma perguntar para si mesmo o que levou caminhos que costumavam ser tão paralelos hoje são completamente opostos. A esses que você costumava estar todos os finais de semana juntos, abrir a porta de casa para entrarem e ainda fazerem parte dos almoços da família, a dividir, a somar. Quanta conversa jogada fora no telefone ou em uma simples mesa de bar! Quantas horas por ali se estendiam nos intermináveis papos de esquina, risadas, uma troca de confissões e confiança. Das muitas que você conheceu pela estrada fora, são poucas que lhe trazem lágrimas aos olhos, coração apertado e a certeza de um tempo que ficou para trás. Das risadas escandalosas, dos papos cabeça sobre o futuro ou mesmo que fosse um mínimo apreço a companhia um do outro, só por estarem juntos na beira do portão e trocarem olhares cúmplices sobre si mesmos, sobre a vida, sobre a amizade que alimentavam. Das lembranças que construímos desse pequeno instante chamado passado foram poucos os “amigos” que você se atreveu a confiar, a acreditar em um futuro bom e continuarão sendo poucos os que você levará até ao seu ultimo suspiro, até a sua ultima gota de existência.

Velhos conhecidos

by on abril 15, 2018
Quantas pessoas passaram pelo seu caminho! Foram muitas, muitos nomes, todo tipo de rosto e de gente. Poucas são as que você recor...

Vocês já pararam para perceber que estamos caminhando cada vez mais para uma sociedade mais ansiosa? E quais os problemas que isso pode ocasionar para o nosso organismo? Estresse, dores, insônia, doenças. Essa posição que o mundo nos coloca de que temos que nos formar numa idade x, temos que ser bem sucedidos na nossa profissão antes dos 30 ou precisamos casar para construir uma família, se não vamos morrer sozinhos, entre outras exigências que não apenas os outros nos fazem como nós também nos fazemos. 

Essa obrigação de que temos que ter tudo para ontem está nos deixando doentes, não apenas fisicamente como também emocionalmente. Parece que o nosso melhor nunca é o bastante. Agora eu pergunto para vocês: Nós estamos dando nosso melhor para quem? Para os outros ou para nós mesmos? Será que estamos nos doando ao ponto de não percebemos que estamos atravessando a barreira do limite e nos fazendo mal? 

Tenho pensado seriamente em voltar a fazer análise para me ajudar com as crises fortíssimas de ansiedade as quais eu venho sofrendo. Quando eu percebi que eu estava me doando mais do que eu estava recebendo e ficando doente por causa das crises de ansiedade, eu percebi que eu ultrapassei a barreira do limite e ficando doente com isso. Precisamos parar por uns instantes, parar de correr tanto e prestar mais atenção nos sinais que o nosso corpo nos dá para enfrentarmos com otimismo essa loucura da nossa sociedade. 

Olá queridos!

Hoje vim falar sobre uma cidade que eu amo muito e sempre quando eu posso eu dou uma fugida para lá, Petrópolis no Rio de Janeiro. Quem nunca foi e tem vontade de conhecer ou quem conhece e adora passar uns dias assim como eu, venha olhar o mini roteiro que eu fiz sobre os pontos principais da cidade e sobre sua história.

História de Petrópolis - Cidade Imperial

O Imperador D. Pedro I a caminho de Minas Gerais pelo Caminho do Ouro, hospedou-se na fazenda do padre Correia e ficou encantado com a região. Adquiriu uma fazenda vizinha, a Fazenda do Córrego Seco, que passou a ser chamada Imperial Fazenda da Córrego Seco, onde pretendia construir um palácio. Seu filho, dom Pedro II, em 16 de março de 1843, assinou um decreto imperial pelo qual determinava o assentamento de uma povoação (a ser formada com a vinda de imigrantes alemães). A cidade foi projetada, a partir de então, em todos os verões, Petrópolis recebia toda a Corte que fugia do calor do Rio nessa época. 

Pontos Turísticos

Museu de Cera

O Museu de Cera da cidade de Petrópolis é um espaço sobre a história política, cultural e social do país e do mundo. 

Cervejaria Boehmia


A Cervejaria Bohemia foi fundada pelo alemão Henrique Kremer em 1853, se tornando a primeira cerveja pilsen a ser produzida no Brasil. Apelidada pela família real de “Ouro liquido” pelo seu sabor apurado, se tornou uma marca da cidade de Petrópolis.      



 Relógio das Flores

Desenhado em flores da estação, o relógio marca a passagem das horas com música digital, e é o maior relógio de ponteiros do Brasil.


Casa dos 7 erros

A casa foi cenário da novela Esplendor, da Globo nos anos 2000. As pinturas dos tetos são obra do pintor alemão Schaeffer e do pintor italiano Dall Ara Nos jardins, de autoria do paisagista francês August Glasiou, encontram-se estábulos com baias de ferro fundido, junto a um grande relógio de torre, considerado o mais antigo da cidade. 

   









  



                                                                                                                                                                             


Museu Imperial

O Museu Imperial funciona no antigo Palácio Imperial de Petrópolis, residência de verão de d. Pedro II e apontado pelo imperador em diários como um de seus locais preferidos. Aqui, o público pode encontrar um pouco sobre a história do Império brasileiro e sobre a família imperial. O acervo, que conta com peças emblemáticas, como a famosa coroa do imperador, é distribuído por cômodos que reconstroem o cotidiano da família em Petrópolis.
Palácio Quitandinha

Construído em 1944, com a finalidade de ser o maior cassino da América do Sul. Segue o estilo normando-francês possuindo 50 mil metros quadrados em seis andares, divididos em 440 apartamentos e 13 grandes salões com até 10m de altura. A cúpula do Salão Mauá onde funcionava o cassino é a segunda maior cúpula do mundo com 30m de altura e 50m de diâmetro, provocando um efeito acústico excepcional. Possui um teatro com palcos giratórios, camarotes e capacidade para 2.000 pessoas, além de amplos salões.


Bom, gente é claro que a cidade possui muito mais pontos turísticos interessantes, mas esses são meus favoritos. Espero que tenham gostado. Beijão.
 


 
Olá pessoas queridas!
Fiz um top de amizades. Não conheço todas as séries, mas se tiver alguma que vocês curtem que ficou de fora dessa seleção, deixem aqui o nome nos comentários que eu vou pesquisar, me aprofundar na história e colocarei aqui na próxima. 

FRIENDS
Começaremos por Friends, não tem como deixar de fora o clássico de amizade de séries mais lembrado nos últimos dez anos e o nome já diz tudo. A clássica série de comédia onde amigos dividiam o mesmo apartamento, nas maiores trapalhadas e nos divertiam com piadas leves e bem humoradas. 


Pretty Little Liars
Comecei a ter oportunidade de assistir PLL esse ano e já estou acabando a segunda temporada. Tenho mania de começar a assistir séries depois que elas acabam, mas o quinteto de Aria, Hanna, Spencer, Emily e Alison não poderia ficar de fora dessa já que elas provam a todo momento que sempre estão ali do lado quando alguma delas sofre perigo ou tem sua vida arriscada por A. O suspense de Pretty Little Liars nos deixa a todo o momento roendo as unhas, a gente nunca sabe quem pode ser a próxima vítima. 

The Vampire Diaries
As amigas Elena, Bonnie e Caroline tiveram muitos momentos fofos e marcantes e sempre arriscando a própria vida para o bem do grupo e das pessoas que amavam. Com muita mordida de vampiro, muito sangue, muito desligamento da humanidade elas ainda estão ali apoiando uma a outra.
The OC
A amizade do quarteto Seth, Ryan, Summer e Marissa. Ou simplesmente só Summer e Marissa ou Seth com Ryan, sempre quando se juntavam eles se metiam em confusões e os mesmos consertavam ou tentavam consertar em muitos episódios que eram mais agitados, em que eles tinham que correr de um lado para o outro ou até mesmo "voar" com o próprio carro para salvar uns aos outros. São meus amigos favoritos, fizeram parte da minha adolescência e já revi The OC umas quatro a cinco vezes. 

 Full House / Fuller House
DJ e Kimmy é a prova de que a amizade pode durar uma vida inteira, tanto na série quanto na vida real. A Candace e a Andrea que interpretam DJ e Kimmy desde a infância são BFF também na vida real. Dou vários berros quando saem fotos delas juntas fora dos bastidores. Aquela amizade margarina que você cresce com a pessoa e depois ela vê os seus filhos nascendo e crescendo, aquela amiga que faz parte da sua família também. 


Full House / Fuller House
Mais uma vez repetindo, essa série é tão gostosa que todo mundo do elenco sempre foi super unido e amigo, muito raro de se ver. Não poderíamos esquecer de Jesse, Danny e Joe. Aquela amizade vintage que vigora desde os anos 80 na tv e fora dela.

Gossip Girl
Também existe amizade na elite de Manhattan. Blair, Chuck, Nate e Serena estão sempre correndo contra o tempo para livrar a cara de um dos seus contra as fofocas da Gossip Girl e de outros vilões que aparecem ao longo das temporadas. Com muito champanhe,  muita passagem de primeira classe, muito dinheiro, subornando a tudo e a todos, eles sempre estão lá quando um deles chama.  

Stranger Things
Acho muito bacana a amizade deles dentro da série e fora dela. Dispensa comentários para Stranger Things.